Arranjo automático

O corte “automático” permite que você processe suas peças em qualquer momento do dia, mesmo durante turnos sem funcionários.

You are here:
  • Uma instalação fabricante de metal durante o dia é um lugar barulhento e tumultuado. Há empilhadeiras passando e máquinas CNC trabalhando. A produção ocorre em velocidade máxima. Mas, normalmente, à noite as máquinas são desligadas e tudo fica quieto até a manhã seguinte. As máquinas podem trabalhar por longas horas, mas o custo de manter funcionários na instalação durante um turno noturno completo não é justificável na economia instável da atualidade.
  • Então como um fabricante de metais pode garantir que os custos indiretos se mantenham baixos enquanto a capacidade de produção acompanha os pedidos? A resposta é: fabricação automática. Nesse cenário, a fábrica se baseia no manuseio automático de materiais para mover peças de chapa ou placa metálica na mesa de corte de uma máquina CNC, normalmente uma máquina de corte a laser, e para remover o esqueleto e cortar peças depois que o corte estiver concluído. O processo se repete depois que o trabalho anterior é removido da mesa.
  • Nos ambientes de fabricação automatizada mais avançados, um sistema de fabricação flexível (FMS) engloba uma ou várias máquinas CNC, uma torre de armazenamento para inventário de matérias-primas e um controlador de linha para coordenar a entrega das peças, o trabalho de corte e a remoção de peças. A abordagem FMS também costuma envolver opções de organização de peças avançadas, em vez de simplesmente colocar as peças cortas em uma única área.
  • Do outro lado está o uso de um carregador e descarregador. Isso normalmente é usado para uma única máquina em que a automação simplesmente carrega uma chapa após a outra. Essa disposição requer que as peças sejam empilhadas no carregador na ordem em que serão usadas.
  • Claro, nada é totalmente infalível. Mesmo nas empresas com as operações automatizadas mais avançadas, pode ocorrer uma chamada de emergência no meio da noite a um operador de equipamentos. Uma peça pode tombar e colidir com o cabeçote de corte a laser, ou as inconsistências materiais podem causar um problema de corte.
  • Os sistemas avançados de arranjo podem ajudar a prevenir esses cenários e eliminar chamadas tarde da noite. Os recursos de software são desenvolvidos para dar passos para garantir que as colisões potenciais sejam evitadas. Estabelecer um processo repetível e consistente é essencial. Caso seja feito da maneira correta, o fabricante pode programar o trabalho com antecedência e executar a máquina de corte durante todo um turno – e mesmo depois de todo um fim de semana com a combinação certa de FMS e recursos de software de arranjo.

Evitando a chance de uma colisão

A melhor forma de evitar uma colisão é evitar a situação que leva à colisão. O software de arranjo avançado identifica as características de um trabalho de corte que pode levar a dobras e toma medidas para evitar áreas problemáticas potenciais.

Por exemplo, para contornos de corte, o software de arranjo determina a entrada ideal e o ponto de saída para o cabeçote de corte, então ficará claro quando o corte final for realizado na peça, evitando qualquer possível dobra. A tentativa de otimizar o fluxo de corte também garante que as peças sejam cortadas com rapidez, mantendo o cabeçote para baixo e cortando o máximo possível.

Em geral, o software de arranjo tenta manter o cabeçote de corte longe das áreas de corte anteriores para evitar oportunidades de dobras. Caso um caminho de corte otimizado requeira um cabeçote de tocha para se mover sobre uma área de corte, as instruções indicam ao cabeçote que ele deve retrair o suficiente para que possa se movimentar com segurança sobre a peça cortada.

Os pacotes de software avançados realmente criam um “halo” em volta das peças cortadas, para que o cabeçote de corte também se afaste da área ao redor da peça. Alguns pacotes de software permitem que os operadores de máquinas criem seu próprio valor fixo para o halo manualmente. Por exemplo, uma máquina CNC de corte com um cabeçote de contato pode requerer um halo maior do que uma máquina com um cabeçote de corte sem contato.

Lights Out Nesting
Lights Out Nesting

As microjuntas mantêm as peças no lugar

Essa é, provavelmente, a melhor forma de evitar dobras: Mantenha as peças anexadas ao esqueleto. As microjuntas ajudam a fazer isso.

Usado principalmente para pequenas peças que podem dobrar com o menor estímulo, a microjunta é feita automaticamente em programas de arranjo, com uma pequena contribuição do operador da máquina. O operador fornece os parâmetros da peça e da microjunta, e as peças que estão dentro desses parâmetros são fixadas automaticamente.

Os programas de arranjo também incluem a desativação manual de regras de arranjo dinâmicas e parâmetros de operadores predeterminados para peças problemáticas, como peças longas e finas que podem cair nas lâminas depois de serem cortadas. O operador pode acessar o software e determinar quais microjuntas serão colocadas nessa peça em particular quando ela for cortada.

Organizando todos externos

Os algoritmos de arranjo automatizam grande parte das decisões relativas à prevenção de colisão e microjuntas, mas essa não é a única forma como o software pode ajudar os fabricantes a executarem operações automatizadas sem funcionários. O software de arranjo também pode ajudar a ordenar as peças.

Com a maioria dos pacotes de software, a pessoa responsável por ordenar as peças do esqueleto pode consultar uma imagem na tela do computador e usá-la para separar as peças no palete designado. O layout gráfico da chapa na tela do computador deve conter o número da peça, que pode ajudar a diferenciar entre duas peças de aparência similar.

Alguns software de arranjo avançados podem ter mais do que um simples número de peça para ajudar com os esforços de organização. Um recurso como um gráfico com códigos de cores do arranjo pode simplificar e acelerar o processo de descarga,. Cada peça individual possui uma cor diferente, o que facilita a identificação de todas as peças, mesmo daquelas que parecem iguais.

Portanto, o software de arranjo avançado pode manter as operações de fabricação automáticas funcionando, além de ajudar com a organização de peças de back-end. O software é uma ferramenta valiosa para os fabricantes de metais que acreditam que a única maneira de serem competitivos é com seu investimento em automação.

Lights Out Nesting

Saiba mais sobre a fabricação automática